segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Um pouco sobre mim

Salve pessoal!

Decidi neste segundo post contar um pouco da minha história de forma a contextualizar você, caro leitor, sobre a minha caminhada nas finanças até aqui. Mais adiante publicarei um outro post com os números da minha carteira de investimentos.

Sou o filho mais novo, num total de 3 irmãos (o mais velho é irmão apenas por parte de pai). Sou o caçula porém o filho mais esquecido, pois o irmão do meio sugava todas as energias e recursos dos meus pais (assunto para outro post...hehehe).

A minha família é uma família de classe média, com PÉSSIMOS hábitos financeiros. Hábitos adquiridos após a estabilização da moeda, com suas facilidades e crédito fácil, resultando em muitas contas e altas dívidas. Assim, era comum em nossa casa o corte de luz, água e telefone. Tudo isso causou um certo trauma positivo neste blogueiro amador no sentido de sempre poupar para alguma emergência.

Após passar no vestibular em uma universidade pública em outra cidade e visando aliviar a barra dos meus velhos no quesito dinheiro, pois o irmão do meio os sugava de todas as formas possíveis, acabei por entrar em uma casa de estudante onde todos os moradores rateiam os valores da moradia e outros serviços. Dessa forma, aprendi como é viver com pouco dinheiro e ter uma vida simples.

Depois de formado fui trabalhar na iniciativa privada onde fiquei por 6 meses. Nesse período conheci o mundo dos concursos públicos e me interessei pelos altos salários. Decido por arriscar em concursos, poupei todo o dinheiro que ganhei nesse tempo para me manter sem trabalhar e voltei a morar com os meus pais em minha cidade natal.

Após longos 6 meses de estudo e muita pressão por parte dos meus pais (filho que não faz nada) passei em um concurso em uma prefeitura de uma cidade próxima a minha cidade natal (ufa!). Com a paz advinda de morar sozinho sem aquela "força" (SQN!) da minha família e a rotina mais leve de trabalho, após mais 6 meses de estudo passei em um concurso federal no cargo que me encontro hoje.

Após um ano de trabalho no governo federal me casei com uma mulher maravilhosa, que me acompanhou desde o final da minha graduação e passou por todos esses perrengues comigo. Por termos o mesmo pensamento no que diz a vida e dinheiro passamos a economizar mensalmente.

No entanto, nesse último ano, devido à relaxo de nossa parte o controle financeiro passou a ser secundário em nossas vidas. Dessa forma, após conhecer a blogosfera de finanças resolvi colocar as coisas em ordem e voltar a ter um controle financeiro mais rígido e atingir a independência financeira (tratarei em um post específico sobre o meu conceito de IF).

Assim surgiu este blog.

Desculpem o textão, os possíveis erros de português e até a próxima.

Abraços.




4 comentários:

  1. Conheceu a mulher na graduação

    admiro isso

    Quando entrei na faculdade imaginei que sairia da faculdade assim, cheguei até comentar com alguns amigos

    Mas, durante a faculdade o pensamento foi mudando e resolvi aproveitar o máximo todo o lado 'bagunceiro' da faculdade

    Deixei de arriscar algo sério com aquelas nerds gatas e que aparentemente eram sérias, pra aproveitar as do fervo

    Se, estivesse engatado com uma séria, não teria gastado o tanto que gastei em festas e bebidas, além de ter focado na vida, invés de perder tempo

    Rumo a I.F!!!

    ResponderExcluir
  2. muito legal vc compartilhar de sua história...
    depois de uns 5 anos da iniciativa privada, estou com meus 30 e poucos anos e na mesma vibe de respirar concurso público...

    um dia eu vou chegar lá!
    tb sou eng kkkkkkkk (haja coincidência!!!)
    abraço
    PD7

    ResponderExcluir